sexta-feira, 23 de junho de 2017

COMO ESTÁ SUA VISÃO? VOCÊ VÊ, OLHA OU ENXERGA?





Alguns poetas dizem que os olhos são as janelas para alma e na Bíblia também afirma que os olhos podem ser capazes de nos fazer pecar. Um órgão pequeno, mas com tanto significado e de uma relevância tremenda, porque sem ele não podemos nem ver, enxergar e olhar. Quem não teve esta oportunidade ou por nascimento, ou por acidente ou doença degenerativa saberá dar importância a falta que eles fazem no dia a dia de qualquer ser humano. Mas existem situações em que talvez este pequeno órgão não seja tão necessário assim. Aqueles que não possuem a visão desde muito cedo aguçam outros sentidos que seriam capazes de dizer que os olhos não façam muita falta. Lembrando disso e de como é ter esse tipo de experiência, um filme secular que me chamou muita atenção foi um chamado "O Livro de Eli" com o ator norte americano Denzel Washington que protege com sua própria vida um livro num mundo pós apocalíptico que até o final do filme não sabemos na verdade que livro é esse, mas sabemos que o vilão sabe que este livro tem o poder de manipular as pessoas e por isso ele o quer de qualquer maneira. A terra estava tão árida e seca que o sol parecia que estava mais perto e era necessário uso de óculos de sol para andar pelo lugar. O que é mais interessante é saber que o personagem principal e guardião do referido livro era cego e o livro guardado por ele era a Bíblia. No filme não aparece nenhuma anomalia ocular nele e da forma como age é como se ele enxergasse tudo a sua volta, porque o filme é repleto de embates com lutas das mais diversas e Eli sempre consegue se defender dos seus algozes. Pensando nisso e refletindo sobre o que tenho lido e visto por ai achei oportuno em fazer essa pergunta para vocês: COMO ESTÁ A SUA VISÃO: VOCÊ VÊ, OLHA OU ENXERGA?

Segundo o professor de língua Portuguesa da USP, gramático Luiz Antônio Sacconi existe diferença sim entre essas três palavras (verbos) que muitos pensam ter o mesmo significado que seria o ver, o olhar e o enxergar. Ele afirma que "quando movimentamos os olhos para os lados, olhamos; quando fazemos uso do órgão de visão, vemos; e quando nos esforçamos para perceber visualmente, enxergamos. Interessante que analisando a grosso modo podemos até dizer que não existem diferenças, mas existem sim. Voltando ao exemplo do filme falado acima, Eli não via, não olhava, mas ele ENXERGAVA e muito bem diga-se de passagem. Mesmo não tendo o órgão ocular ele enxergava não só com os outros sentidos, o que já foi amplamente provado e estudado, como ele tinha também uma visão espiritual sobre sua missão, ou seja, ele sabia de seu propósito na vida. 
A visão física é uma visão carnal, a visão óbvia que vemos com os nossos olhos carnais, o órgão da visão mesmo, mas a visão espiritual requer uma quê a mais que seria o andar pelo Espírito Santo, pois ele é capaz de abrir a nossa visão para vermos além do que existe no mundo físico. É a visão sobrenatural da coisa. Falando assim parece até que estou falando de filmes de terror, mas o sobrenatural também é de Deus e não só do diabo. Crer que ele não existe é exatamente isso que ele quer, pois facilita a sua ação no meio do povo. Crer no sobrenatural é necessário para que tenhamos o devido entendimento sobre as coisas que vem de Deus. Viver no sobrenatural digo que seria o ideal, pois estaríamos conectados com o trono 24 horas do dia. Para ilustrar esta visão e como tudo que trato está de alguma maneira inserido no contexto bíblico; por conta disso vou ilustrar com a passagem de 2 Reis 6:8-23 quando o profeta Eliseu pede a Deus para que abra a visão do seu servo para que ele não temesse o exército assírio que rodeava a cidade com o objetivo de capturá-lo por ele estar antecipando todos os passos dos inimigos de Israel. Primeiro o profeta orou pedino para abrisse a visão de seu servo e depois ele pediu para cegar todos os que estavam ali para capturá-lo. Eliseu os disse que eles estavam no lugar errado e que ele os iria levar ao local certo e os colocaria diante a pessoa certa. Quando chegaram em Samaria, novamente o profeta orou e pediu a Deus que devolvesse a visão dos soldados assírios. Moral da história, para mostrar que o povo de Israel tinha um Deus poderoso naquele momento os assírio não tentaram invadir a cidade novamente. 

Convido a tentar identificar em que estágio desses três formas de ver estamos agora:

Olhar: Olhamos para tudo a nosso redor, quando atravessamos a rua, quando estamos dirigindo um carro, diria que olhar é algo superficial e que tem um poder abrangente, pois olhamos muitas coisas ao mesmo tempo. Principalmente para quem dirigi sabe que o que mais fazemos é olhar para retrovisores e para frente. Quando olhamos vemos muitas coisas ao mesmo tempo e não fixamos em um determinado ponto. Como você está na sua vida com Deus, ela é de maneira superficial? Recebeu a graça, acha que está salvo, porque levantou a mão no momento do apelo? Participa de alguma atividade na igreja  e acha que é o suficiente o seu engajamento; é suficiente para você ficar com águas pelos artelhos? O olhar para as coisas do Reino é assim, algo muito superficial, muito pouco no meu entendimento, me desculpe te falar assim. Você precisa de mais e Deus quer te dar mais!

Ver: Pelo o que disse o professor da USP e o dicionário visão é quando usamos o órgão da visão; ato ou efeito de ver; percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista, sentido da vista. Neste caso encontramos também que o significado de visão seria a capacidade de compreensão, assimilação e percepção visual de tudo que está presente no mundo exterior, concebida a partir da utilização dos olhos e do cérebro. Neste caso diria que ver é mais do que olhar. Ver é além de  olhar é usar os olhos e o cérebro onde se constroem uma determinada situação com uma imagem por inteiro e não somente fragmentos como é o olhar. Forma-se conceitos diante daquilo que está sendo visto ou olhado. Como está seu relacionamento com Deus? Você está tendo um relacionamento bilateral ou unilateral? Sendo este relacionamento uma troca, ou seja, bilateral, você divide o que tem com outros através de ações para com aqueles que não te conhecem, ou não conhecem a Cristo? É só você com você mesmo ou é você e o Espírito Santo agindo e interagindo com a sua pessoa? Para você só ter este relacionamento sem a ação é suficiente, é suficiente só você e Deus  no seu quarto e não fazer a diferença...é suficiente ter águas só pelo joelhos?

Enxergar: Quando nos esforçamos para perceber visualmente somos capazes de enxergar. A conversão de Paulo  está descrita em Atos 9: 1:31, que enquanto se chamava Saulo, teve a função de ver tirada dele momentaneamente para que ele acreditasse que quem estava falando com ele era Deus. Eram como escamas que lhe prendiam os olhos e não deixava ele ver. E foi na cegueira física que ele teve seu encontro com Deus e foi para Damasco e a partir desse momento aquele que perseguia e matava os cristãos sem dó nem piedade passou a ser peça fundamental para o disseminação do Evangelho por todos os lugares em que ele passou. Com os olhos fechados ele enxergou Deus, com os olhos fechados ele experimentou do sobrenatural e pôde ser testemunho vivo do que foi feito com ele. Quando enxergamos a nós mesmos e temos consciência de quem somos e o que estamos fazendo para o Reino ser expandido a nossa visão é restaurada e podemos ver com os olhos do espírito e não mais com os olhos carnais. É quando temos que fazer um esforço para perceber visualmente algo é que efetivamente enxergamos. Exige esforço foco determinação no que estou procurando, onde procurar, como procurar. Exige obediência, pois muitas vezes Deus nos dá uma direção e não enxergamos o que Ele enxerga e ai tomamos outro caminho. Você se contenta com águas só pelo lombos?

A visão espiritual engloba essas três formas de ver o mundo físico olhar, o ver e o enxergar e com o auxílio do Espírito Santo e assim somos capazes de navegar por esses mares que para muitos é complicado e até temeroso. Muita das vezes pedimos para Deus abrir a nossa visão espiritual, mas para isso acontecer precisa haver um nível de amadurecimento que muitas vezes não temos a princípio. Ele pode dar essa visão espiritual como um dom dado aos profetas (falo do ministério de Profeta dentro da igreja que fazem parte dos cinco ministérios deixados por Cristo para o andamento da Sua Igreja). Como dizem por ai tem que comer muito arroz com feijão, ou seja, tem que ter muitas horas de joelho dobrado, oração e intimidade com o Pai para se alcançar este nível, porque existem águas mais profundas do que essas. Deus nunca nos mostra tudo e essa é a coisa mais extraordinária quando saímos do ordinário. Isso é o que me fascina no relacionamento que tenho com Deus, porque comigo qualquer coisa do meu dia pode ser transferido em forma de texto que acaba nesse blog. Quando Deus coloca algo em meu coração e começo a estudar e ler, Ele transforma tudo o que era um emaranhado de letras e palavras em frases que fazem todo o sentido para mim e por consequência para  aquele que lê e isso é enxergar com os olhos Dele. As nossas marcas, nossas feridas quando cicatrizadas e expostas; ao invés de somente vê-las e não enxergá-las estaremos causando em nós mesmos mais feridas e tristezas que elas carregam em si e acabam não cicatrizando. Mas quando enxergamos o que verdadeiramente Deus fez conseguimos ver, olhar e enxergar o que não dói mais, o que não mais entristece e podemos levar a cura através do que vemos em nós; não mais uma dor, uma perda. uma traição, uma decepção, mas sim algo que aconteceu, mas Deus tratou e transformou o que era choro em alegria, o que era maldição em benção.Isso é viver no sobrenatural, isso é viver o extraordinário de Deus. Jesus sofreu na Cruz, mas depois mostrou as suas marcas para Tomé e disse pode tocar, porque não dói mais! Isso é a minha visão do extraordinário de Deus na minha vida. E você, está disposto a viver no extraordinário ou se contenta com o ordinário na sua igreja? Viver no sobrenatural ou no natural? Viver pelo poder do Espírito ou somente deixar o tempo passar?

Termino usando as palavras de Paulo aos Efésios (5:15-20), pois assim enxergaremos com olhos além do somente do ver e do olhar...

"Portanto, sejam cuidadosos em seu modo de vida. Não vivam como insensatos, mas como sábios. Aproveitem ao máximo todas as oportunidades nestes dias maus. Não ajam de forma impensada, mas procurem entender a vontade do Senhor. Não se embriaguem com vinho, pois ele os levará ao descontrole. Em vez disso, sejam cheios do Espírito, cantando salmos, hinos e cânticos espirituais entre si e louvando o Senhor de coração com música. Por tudo deem graças a Deus, o Pai, em nome do nosso Senhor Jesus Cristo."



Cristina Miranda - Espaço Elohim